O coronavírus e a oportunidade no mercado educacional online

A epidemia mundial do coronavírus está transformando a vida de muitas pessoas em todo o mundo: em muitas cidades e países, apenas os serviços essenciais, como farmácias, hospitais e supermercados, estão abertos, e muitos setores do mercado já começam a sentir os efeito s disso em seus negócios. E isso vale também para o segmento educacional.

Felizmente, por mais que nossas atividades do dia a dia sejam afetadas pelo fechamento massivo de estabelecimentos e instituições, hoje podemos contar com internet para nos ajudar a reduzir, pelo menos um pouco, os impactos da pandemia do Covid-19 nas nossas vidas e na economia. No caso da área da educação, essa é a hora para explorar as oportunidades que estão surgindo para o mercado educacional online.

Por isso, neste post falaremos sobre algumas delas e como sua instituição pode aproveitá-las. Acompanhe!

Como os órgãos públicos estão se adaptando à nova realidade?

Antes de falarmos sobre as oportunidades que estão aparecendo para o mercado educacional online, é importante ressaltar até que ponto elas são apoiadas por decisões dos órgãos educacionais vigentes.

No dia 19 de março, o Ministério da Educação (MEC) divulgou uma autorização para instituições federais de ensino superior aderirem ao ensino a distância (EaD). Por causa da disseminação do coronavírus, as autoridades sanitárias recomendam que a população fique em casa para não propagar ainda mais o vírus e a doença do Covid-19.

Nesse contexto, o Ensino a Distância deve ganhar ainda mais força do que já ocorrendo nos últimos anos, já que não é apenas uma alternativa à diminuição de circulação das pessoas, mas também permite mais flexibilidade de horários e economia de tempo e dinheiro em deslocamentos.

Por isso, muitas instituições já têm disponibilizado cursos grátis e/ou com desconto para o período de isolamento, a fim de atraírem mais alunos, seja para manterem estes alunos em modalidades online ou futuramente fazê-los migrarem para as modalidades presenciais.

Leia mais: 10 TENDÊNCIAS DA TECNOLOGIA NA ÁREA DE EDUCAÇÃO EM 2020

Ensino a Distância também para o ensino fundamental

Nosso país possui uma grande experiência em EaD no nível superior, já que são 7,1 milhões de vagas nessa modalidade, conforme o último Censo da Educação Superior do governo federal. Entretanto, o ensino fundamental ainda é restrito no apoio de atividades regulares.

Contudo, acredita-se que a crise da Covid-19 possa ser uma oportunidade para levar mais tecnologia aos estudantes e às salas de aula, seguindo o modelo de países como a China, em que aproximadamente 200 milhões de alunos passaram a usar o EaD a partir do dia 9 de fevereiro. Eles só devem voltar às aulas presenciais na metade de abril.

É claro que, devido às limitações educacionais que existem em nosso país e em nossas instituições, nem todas as escolas serão capazes de oferecer esse tipo de saída aos alunos, seja por falta de infraestrutura técnica ou mesmo de preparação do corpo docente.

“Será um encontro de uma geração de crianças e adolescentes que já são muito digitais com professores que ainda estão presos a um modelo analógico de ensino”, afirmou Mário Ghio, presidente da plataforma educacional da Somos Educação, em entrevista à revista Exame. Aproximadamente 1,3 milhão de alunos que usam a plataforma da Somos passaram a ter aulas online desde segunda-feira (23/03).

Leia mais: VOCÊ SABE QUAIS SÃO AS CATEGORIAS DE INFOPRODUTOS MAIS VENDIDOS NO MUNDO?

Isso significa que durante a quarentena, muitos alunos que não tinham anteriormente interesse em ter acesso a uma plataforma online de estudos agora passam a conhecer a essa nova metodologia.

PLATAFORMAS DE ESTUDOS COMO NEGÓCIO SUSTENTÁVEL

Embora seja provável que o calendário escolar sofra ajustes no decorrer do ano com o avanço da pandemia do coronavírus, ainda assim é importante estimular os alunos a manterem suas rotinas de estudo mesmo em casa, já que, até segunda ordem, avaliações como o ENEM e outros vestibulares devem ser mantidos.

Assim, o educador, individualmente, passa a ser  um aliado do estudante nessa rotina de estudos, criando soluções para incentivar o aluno.

Um exemplo são os educadores  Noslen Borges,  Gabriel Cabral,Samuel Cunha, professores de Língua PortuguesaQuímica e Biologia, respectivamente. Os 3 educadores, além de possuírem canais na plataforma YouTube em que divulgam aulas e dicas de suas disciplinas, também transformaram esse modelo educacional em um modelo de negócio. Os chamados infoprodutos, leia mais sobre eles aqui!

Nos 3 casos, os professores criaram durante a quarentena planos de ensino online com aulas gratuitas, que dão a oportunidade aos alunos, que assim desejarem, reforçarem seus cronogramas de estudo em casa e, assim, aumentarem suas chances de aprovação no ENEM, em vestibulares e até mesmo em avaliações das instituições de ensino.

Essa é uma oportunidade, não só para ajudar todos os alunos neste momento de crise, mas também de aumentar o engajamento de suas marcas.

Para se ter uma ideia, dados da NZN apontam que 71% dos brasileiros afirmam que pretendem aumentar o volume de compras online após a crise do Covid-19 e das orientações para fazer isolamento e evitar aglomerações. Além disso, 40% cogitam se inscrever em cursos online. Ou seja: a oportunidade já está aí. 

Lembrando que, juntamente com a oportunidade de mercado, aumenta-se também significativamente a concorrência e portanto mais do que nunca é preciso diferenciar-se. E nisso, estratégias unificadas de Inbound Marketing podem ser um grande diferencial da sua marca. Para que sua marca se destaque, é preciso:

✅ Ter um foco maior na criação de conteúdos relevantes e cursos gratuitos que podem ser usados como isca;

✅ Criar landing pages que sigam uma estrutura eficiente para atingir seu objetivo: a conversão;

✅ Com um trabalho estratégico focado em branding é preciso aumentar substancialmente a geração de leads orgânico;

✅ Trabalhar técnicas para aumentar o tráfego orgânico do seu site;

✅ Criar estratégias segmentadas de mídia que façam sua máquina de vendas funcionar à todo vapor.

Leia mais: CASE DE SUCESSO: PROFESSOR NOSLEN & BETMINDS

Esperamos que você tenha gostado de nosso conteúdo! Ficou com alguma dúvida sobre as oportunidades do mercado educacional online? Quer um diagnóstico gratuito da sua plataforma de cursos? Então entre em contato com a gente e descubra como você pode aumentar suas oportunidades de negócio no segmento da educação com o marketing digital!

Confira também nosso GUIA PRÁTICO DE MÍDIA PAGA PARA O MERCADO EDUCACIONAL!

Será um prazer ajudá-los, principalmente quando o assunto é Inbound.


SAIBA MAIS

👉 Como transformar a audiência do seu Canal do Youtube em clientes recorrentes

👉 Tudo o que você precisa saber sobre Inbound Marketing

Acompanhe a Betminds nas redes sociais: curta a página no Facebook, siga no Instagram.

Compartilhar:
Tk Santos

Tk Santos

Sócia e CMO na Agência Betminds, formada em Publicidade e Propaganda, MBA em Transformações Digitais com mais de 6 anos de experiência em Marketing e Produção de Conteúdo Digital.

Deixe uma resposta