Plataformas Educacionais são a solução em meio à pandemia

Por conta do novo coronavírus, as plataformas educacionais de educação ganham ainda mais destaque e importância

Há algumas semanas, por conta da suspensão das atividades presenciais nas instituições de ensino de todo o país em decorrência do novo coronavírus, escolas e profissionais de todo o Brasil precisaram se adaptar a essa nova realidade de Ensino a Distância. Embora a crise do COVID-19 impeça a presença física, o mundo digital é uma alternativa para continuar a produção de conteúdo. 

O cenário preocupante abre uma ressalva para escolas, colégios, universidades e professores particulares. Nesse momento em que muitas crianças, jovens e adultos estão em casa, surge a oportunidade e a necessidade de oferecer uma educação de qualidade por meio de plataformas online. Afinal, o ENEM 2020 ainda está confirmado pelo Ministério da Educação e isso deve ser bastante explorado por escolas e educadores que não podem deixar o ensino de lado. 

PLATAFORMAS EDUCACIONAIS COMO FORMA DE NEGÓCIO

Seja para Ensino Médio, Graduação ou Pós-Graduação, as plataformas educacionais são excelentes formas de manter os negócios ativo em meio a crise do novo coronavírus. Nesse momento, milhares de estudantes estão em casa buscando acesso de diversos conteúdos, sejam eles pagos ou gratuitos, além daqueles que a sua própria instituição de ensino oferece.

Os colégios que possuem uma plataforma própria para EaD podem e devem oferecer um conteúdo mais robusto com videoaulas, conferências entre professores e alunos, materiais didáticos digitais, exercícios online para correção automática dos educadores e toda e qualquer forma de manter a produção de conteúdo ativa e que faça alunos, pais ou responsáveis sentirem a preocupação da instituição de ensino com o aprendizado. 

Vale uma ressalva importante aqui: é o momento também de se mostrar presente para o mercado e ganhar também mais visibilidade. Entenda:

O QUE AS EMPRESAS ESTÃO FAZENDO

Além dos conteúdos próprios para os seus alunos matriculados, empresas de ensino privado estão oferecendo e disponibilizando conteúdos gratuitos para alunos da rede pública e da rede particular. O Sistema Positivo de Ensino, por exemplo, disponibilizou em seu canal no Youtube aulas online para todos os alunos Educação Infantil, Ensino Fundamental 1 e 2 e Ensino Médio.

O SAE Digital também abriu acesso, para alunos de todo o Brasil a mais de mil videoaulas em seu canal no YouTube.  Da mesma forma, a Conexia Educação disponibilizou para esse momento o acesso gratuito ao seu aplicativo “Aluno Rede AZ” que possui mais de 40 mil videoaulas e inúmeras atividades para todas as faixas de ensino. 

É importante salientar que essa é uma alternativa muito interessante para marcas que possuem esse tipo de conteúdo e pode oferecer para o público em um momento tão importante quanto este que estamos passando. Lembrando sempre que isso tudo é passageiro e que uma estratégia de presença de marca aqui é essencial para conquistas maiores no futuro. 

E COMO FICAM OS PROFESSORES?

Além da participação na produção dos conteúdos de suas respectivas instituições de ensino, é natural que os professores também encontrem maneiras de estimular os seus alunos a manterem uma rotina de estudantes neste momento. Afinal, como dissemos anteriormente, embora o calendário possa sofrer ajustes, os vestibulares e o ENEM 2020 devem ser mantidos normalmente.

Um exemplo muito interessante é o dos professores Noslen Borges, Gabriel Cabral e Samuel Cunha. Os três possuem canais no YouTube para suas respectivas matérias: Língua Portuguesa, Química e Biologia em que oferecem inúmeras vídeo aulas completas sobre os seus conteúdos de forma gratuita. Esse é o primeiro contato que alunos e futuros alunos podem ter com os educadores que transformaram esse modelo educacional em um modelo de negócios: infoprodutos!

Leia mais: CASE DE SUCESSO: PROFESSOR NOSLEN & BETMINDS

PLATAFORMAS PRÓPRIAS

Ambos os professores que citamos anteriormente são donos de plataformas próprias de ensino. Como assim? Explicamos: além do conteúdo gratuito no YouTube, eles possuem um site específico e com uma plataforma exclusiva onde eles oferecem seus conteúdos de maneira mais completa, robusta e com outros atrativos para os alunos que estão se preparando para o ENEM e para os demais vestibulares.

Nessa plataforma, os educadores disponibilizam planos de assinaturas com valores específicos e de acordo com o tempo que o aluno deseja assinar. Os planos dão acesso a todo o conteúdo produzido pelos professores e muitas informações para auxiliar quem está buscando por aprendizagem em qualquer momento da vida pessoal e profissional. O YouTube funciona como um atrativo e a plataforma é a forma de transformar a educação gratuita em algo rentável e um modelo de negócios atrativo. 

Entendeu como as plataformas educacionais, próprias ou de empresas, são a solução em meio à pandemia? É um momento conturbado, mas também é um momento de pensar nos negócios do presente e do futuro. Se você gostou do conteúdo e está interessado em um diagnóstico gratuito da sua plataforma de cursos, entre em contato com a Betminds e descubra como você pode se sobressair em meio a crise.

Confira também nosso GUIA PRÁTICO DE MÍDIA PAGA PARA O MERCADO EDUCACIONAL!

Será um prazer ajudá-los, principalmente quando o assunto é Inbound.


SAIBA MAIS

👉 Como transformar a audiência do seu Canal do Youtube em clientes recorrentes

👉 Tudo o que você precisa saber sobre Inbound Marketing

Acompanhe a Betminds nas redes sociais: curta a página no Facebook, siga no Instagram.

Compartilhar:
Tk Santos

Tk Santos

Sócia e CMO na Agência Betminds, formada em Publicidade e Propaganda, MBA em Transformações Digitais com mais de 6 anos de experiência em Marketing e Produção de Conteúdo Digital.

Deixe uma resposta